sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Albinos da Ilha de Maré!

Albinos da ilha de MaréEdiane quer ser marisqueiraJosé Carlos, o irmão, adora cavalgar e não liga para a baixa visãoEdiane quer ser marisqueiraJanine dos Santos, da comunidade Bananeira, de ilha e Maré A Baía de Todos os Santos é um dos maiores patrimônios do povo baiano. É também a maior e uma das mais belas baías da costa brasileira, encanta a todos que a visitam pelo grande número de ilhas tropicais, com praias e vegetação paradisíacas, e pela extrema riqueza histórica de seu cenário. Em seus 1100 quilômetros quadrados, abriga 56 ilhas, sendo uma delas a Ilha de Maré que parece ser um pedacinho do planeta esquecido pelo tempo. Mesmo estando localizada próximo a salvador, 20 minutos de barco, o povo da ilha cultiva hábitos antigos e vive basicamente da pesca e do artesanato. É um local ainda primitivo com belas praias e vilas de casinhas à beira-mar. Na Ilha, os Albinos, filhos de negros também chamam a atenção. Lá há frequência de um caso para cada mil pessoas, segundo estudo da Ufba. Quando a frequência é de um para 10 mil, ela já é considerada alta. O local é onde há mais negros em Salvador. De acordo com o IBGE, 92,99% dos 4,5 mil habitantes da ilha se declararam pretos ou pardos no último Censo. Quer visitar a Ilha de Maré? Veja o acesso: carro ou ônibus até o terminal de São Tomé de Paripe, de onde saem barcos diariamente de hora em hora, das 8h às 18h. (Clique na foto).
Fotos: Correio

Nenhum comentário :

Postar um comentário